Relatos Cotidianos de Uma Mãe, de Uma Grávida, de Uma Mãe Grávida.

Diálogos Bizarros – Parte 1:

– Que lindo seu filho! Qual o nome dele?

– Mateus.

– Ai (super animada)!!! Eu tenho uma irmã chamada Patrícia!!!

?????????!

(Acho, mas apenas acho, que a moça tem uma irmã com síndrome de down chamada Patrícia.)

 

Diálogos Bizarros – Parte 2:

– Nossa! Que barrigão! Pra quando é o neném?

– Pra dezembro.

– Dezembro agora?

(Não… Dezembro de 2018. Se eu não explodir até lá.)

 

Diálogos Bizarros – Parte 3:

Ao encontrar uma famosa com seu filho de mais ou menos 5 anos.

Famosa (sim, ela que puxou conversa): Que lindo seu filho… tem quanto tempo?

Eu: Um ano.

Famosa: Nossa, mas ele é tão pequenininho…

Eu: É… ele tem síndrome de down… é menorzinho mesmo.

Famosa: Jura? Nossa… nem parece… Mas, sabe (baixando o tom de voz)… meu filho aqui também é especial…

Eu (já sentindo uma super empatia): Sério? O que ele tem?

Famosa: Ah, menina, ele é inteligente demais… fora da curva…. fala cada coisa que não dá para acreditar… Tenho até problema na escola por causa da inteligência dele.

Eu: …

 

Diálogos Bizarros – Parte 4:

Encontrando uma conhecida na rua.

Após uma troca de amenidades a respeito de meu filho.

Conhecida: Ah, mas tadinho, ele tá com sono.

Eu: Tá não… acabou de acordar…

Conhecida: Ah, mas então não dormiu direito… tá com uma carinha de sono…

Eu: Tá não… Já tirou o cochilo da tarde e ele nunca dorme essa hora. Mas acho que vou nessa… tenho umas coisas ainda para fazer…

Conhecida: Claro, claro… Você precisa mesmo ir… Vai fazer suas coisas para colocar logo esse menino pra dormir.

(Porque, senhor? Porque tem tanta gente que acha que sabe melhor que você o que seu filho precisa?)

 

Diálogos Bizarros – Parte 5:

Na rua, com o Mateus ainda bem novinho.

Desconhecida: Ai, que coisa fofa… É menino ou menina?

Eu: Menino.

Desconhecida: Tem uma cara de homenzinho!

(Então, perguntou porquê, ô cara pálida?)

 

Diálogos Bizarros – Parte 6:

Versão Mateus.

A pessoa olha para a barriga e dispara: É menina, não é?

Eu: Não… é menino.

Pessoa (decepcionadíssima): Nossa, mas com essa barriga redonda (pontuda/espalhada/grande/pequena)?

Eu: Pois é…

Pessoa: Tem certeza? Porque eu nunca erro nessas coisas…

Eu: Então, aquele pinto enorme que eu vi em 25 ultrassons também não pode estar enganado.

 

Versão Helena.

A pessoa olha para a barriga e dispara: É menino, não é?

Eu: Não… é menina.

Pessoa (decepcionadíssima): Nossa, mas com essa barriga redonda (pontuda/espalhada/grande/pequena)?

Eu: Pois é…

Pessoa: Tem certeza? Porque eu nunca erro nessas coisas…

Eu: Então, ela vai ter sérios problemas no vestiário da escola.

 

Diálogos Bizarros – Parte 8:

A pessoa acaba de saber que meu filho tem síndrome de down e manda essa: Nossa, igual à filha daquele publicitário/apresentador!

Eu: Não… Eu não acompanho o caso muito de perto, mas sei que síndrome de down não é.

Pessoa: É sim, eu li… Até fizeram plástica na menina para esconder.

Eu: Ah, não sei direito… Mas acho que é outra questão…

Pessoa: É down… pode se informar…

Eu: Me informar de quê?

Pessoa: Da síndrome de down. Entra no site da Caras, da Contigo…

(E eu aqui perdendo tempo nos sites de medicina e ONGs especializadas ao redor do mundo.)

 

Diálogos Bizarros – Parte 9:

Pessoa: E aí, pra quando é o neném?

Eu: Entre 21 e 28 de dezembro.

Pessoa: Ai, tadinha… vai passar a vida toda ganhando um presente só de Natal e aniversário.

Eu: Não… tenho um compromisso com ela… prometi que não vou fazer isso.

Pessoa: Já pensou em adiantar esse parto? Porque nascer nessa época não é legal.

(Desculpa, desculpa… Prometo nunca mais transar em março!)

 

Diálogos Bizarros – Parte 10:

Situação roubada da querida Milena Braune.

Madrugada. Quarto do casal.

Bebê chora no quarto ao lado.

Mãe abre apenas um olho em direção ao relógio.

Mãe: Amor, hoje é meu aniversário?

Pai: Não…

Mãe: Mas aqui tá dizendo “três do nove”.

Pai: Não, querida… São três E nove.

Mãe: Ah… Sem parabéns, então.

 

 

 

 

 

 

13,564 total views, 1 views today

17 comments on Relatos Cotidianos de Uma Mãe, de Uma Grávida, de Uma Mãe Grávida.

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Obrigada, Ricardo! Bjs!!!

  • Thallita

    So achei as piadas com dow sem noção. Ou não entendi certo

  • thallita

    Nossa. Vim redirecionada de um link do face. Não vi que o blog era sobre uma mae de dow. Agora entendi. desculpa

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Oi, Thallita! Ufa! Que bom que você entendeu no final! Este texto é uma parte mais bem humorada… justamente contando um pouco das bobagens que a gente ouve por aí! Bjs!

  • ERICA ...mãe do Luccas....

    Ana….amei o texto……tudo tudo !!!! Pois veja, até aqui, vemos pessoas “sem noçao” kkkkk…ótimo fds…..S2

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Oi, Erica! Obrigada! Não foi nada… Apenas um mal entendido que já foi bem entendido! Bjs!

  • Adna

    Ana Castelo,encantada com seus textos.

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Bjs! E muito obrigada! Já falamos melhor pelo facebook, né?

  • Gabriela Corrêa

    Muito bom!! Adorei…

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Obrigada, Gabriela!

  • Verônica Matos de Sousa da Silveira

    Mãe perfeita !
    Parabéns por sua atitude e responsabilidade de Mãe !

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Perfeita, não… Mas pelo menos esforçada… hahahaha… Obrigada, Verônica!

  • Renata

    Estou aqui lendo seu blog pois tenho uma bebê com síndrome dedown ela faz seis meses amanhã é estou pensando fazer um blog para contar minhas experiências medosfescoberyas enfim esse mundo novo e o ampr incondicional que nos mães temos.Minha princesa se chama Alice.bjs.meunome é Renata.

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      Oi, Renata! Muito prazer! Muita saúde e felicidade para você, Alice e toda a família! Bjs

  • Andreia Garcia

    Kkkk vc passou por isso morando em uma cidade grande imagina o que ouvi em um cidade com apenas 24 mil habitantes kkkkk onde todo mundo conhece todo mundo e eu trabalhava no centro comercial… aqui intitula se”os médicos da rua”.Só nós sabemos…

    • AnaCastelo
      AnaCastelo (author)

      O bom é que estes médicos da rua não trabalham só com quem tem filhos com síndrome de down, né? São super eficientes… trabalham com todo tipo de mãe e criança. Bjs!

Deixe uma resposta