Browsing CategoryEnglish

Sobre Um Ano Novo e Uma Nova Ana

Texto escrito em setembro de 2013. Outro dia, li um textinho, até bem coerente, dizendo que não devemos desnudar nossas almas nas redes sociais. Eu concordo. Mas acho que tem um montão de gente passando pelo susto que nós passamos. E, com os meus textinhos, eu só quero dizer que o bicho, às vezes, não tem 7 cabeças. São três, no máximo. Há um ano, não imaginei que estaria assim, feliz. Há um ano, eu vivia uma angústia que nunca imaginei viver. Só sabia repetir: ele é meu filho, ele é meu filho. E pensar no futuro. Sobre que profissão…

2,927 total views, no views today

Ups & Downs

Ele não é down. Ele é Up. Eu entendo que, para quem nunca viveu uma situação assim, é difícil encontrar o que dizer. Mas, sério, evite esta frase. Primeiro, porque é um trocadilho bem infame. Segundo, porque escancara um total desconhecimento do assunto. A expressão “síndrome de down” nada tem a ver com o humor ou a personalidade daqueles que apresentam esta condição. Até o senso comum, na maioria das vezes tão equivocado, sabe que pessoas com síndrome de down costumam ser extremamente alegres e possuem uma tendência à felicidade maior que a da maioria. Explicando bem por cima e sem…

889 total views, no views today

Sobre o Uso Correto dos Pronomes

Eles. Pronome pessoal da terceira pessoa no plural. Quatro letrinhas. Muito provavelmente a palavra mais ouvida por quem tem um filho com síndrome de down. Eles são especiais. Eles são muito carinhosos. Eles têm muito interesse por música. Eles são um presente. Eles, eles, eles. Frases sempre ditas com as melhores intenções. Não quero entrar na questão do politicamente correto. Não sou politicamente correta. Detesto essa demagogia toda. Quando alguém engole a palavra “problema” no meio de uma frase sobre o Mateus, sempre digo que que está tudo bem e que a pessoa pode terminar o que estava dizendo. Mateus…

1,121 total views, no views today

Sobre A Grande Cagada

Nova York. Junho de 2012. Ana e Marcelo, eu e meu marido, em um momento perfeito. Curtindo a tradicional viagem para comprar o enxoval do bebê. “Baby Moon”, segundo o dicionário da maternidade moderna premium. Dias lindos, hotel maravilhoso, restaurantes premiados e um apetite de grávida que deixava tudo ainda mais gostoso. Engordei 5 quilos naquela viagem. Mas entre tantas estrelas Michelin, o que marcou mesmo foi um café da manhã, quando, devorando algumas autênticas e gordas panquecas americanas, resolvi abrir o jogo: “Estou tão feliz, tudo parece tão certo, que tenho medo de um dia acontecer uma grande cagada…

1,414 total views, 1 views today

Mãe especial? Não, obrigada.

Filhos especiais vêm para pais especiais. Esta é, de longe, a frase que mais tenho escutado desde o nascimento do Mateus. Sempre dita com muito carinho pelos amigos ou com a melhor das intenções por desconhecidos. Mas desde o primeiro momento, me recuso a concordar com ela. Assim como não quero e não vou me sentir por baixo por ter um filho com síndrome de down, também não acho que devo me sentir por cima. Não sou melhor que nenhuma de minhas amigas, parentes ou conhecidas que tiveram filhos típicos. Mas também já desisti da argumentação. Agora, escuto a frase, agradeço…

1,125 total views, 1 views today

Sobre Sustos e Sorrisos

Aconteceu 24 horas depois do parto. O médico entrou no meu quarto e ficou zanzando de lá pra cá cheio de conversa mole. Mas não desconfiei. Ele estava esperando meu marido voltar do jantar para dar a notícia. Para mim, porque meu marido já sabia. Imagina a situação: você, no restaurante do hospital, finalmente tomando um drink com seus amigos. Feliz da vida, celebrando seu primeiro filho. De repente, surgem o ginecologista e o pediatra pedindo para conversar ali fora. Fico pensando no que passou pela cabeça e pelo coração dele. Pior, imagino como ele se sentiu ao voltar para…

1,166 total views, no views today